GEOGRAPHIC EXPANSION OF BUSINESS-CAPITALIST AGRICULTURE AND TERRITORIAL CHANGES IN THE MUNICIPALITY OF CAIAPÔNIA, GOIÁS

Abstract

The present study aims to demonstrate and analyze the transformations resulting from business-capitalist agriculture in the territory, especially from the analysis of land use and occupation in the municipality of Caiapônia, Goiás. In this regard, a bibliographic review and the survey and systematization of data from a secondary source of the 1995/1996, 2006 and 2017 Agricultural Census, Municipal Agricultural Research and Municipal Livestock Research from 1990 to 2018, both IBGE publications and also spatial data obtained through the analysis of satellite images made by the MapBiomas platform. The results point to a considerable expansion of grain crops (soy and corn) in the municipality of Caiapônia in the last decades, with the maintenance of the pasture area where cattle raising is practiced. In addition, there was a reduction in the areas of the forest and savannah formation classes, besides the increase in the area of the rural formation classes, urban infrastructure (city headquarters) and planted forest, denoting the deforestation of the Cerrado and the expansion of business agriculture - capitalist.

Author Biographies

Santiago Soares da Silva, University of Rio Verde (UniRV), Brazil

Professor at the University of Rio Verde (UniRV), Campus Caiapônia/GO.

Evandro César Clemente, Federal University of Jataí (UFJ), Brazil

Professor of the Graduate and Postgraduate courses at the Federal University of Jataí (UFJ), of the Postgraduate course in Geography at the Federal University of Mato Grosso do Sul (UFMS-CPTL).

References

AGÊNCIA EMBRAPA DE INFORMAÇÃO E TECNOLOGIA – AGEITEC. 2019. Latossolos Vermelhos. Disponível em: . Acesso em: 29 jul. 2019.

BRANDÃO, A. S. P.; REZENDE, G. C.; MARQUES, R. W. C. Crescimento agrícola no período 1999/2004: a explosão da soja e da pecuária bovina e seu impacto sobre o meio ambiente. Economia Aplicada, v.10, n. 2, p.249-266, 2006. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2020. https://doi.org/10.1590/S1413-80502006000200006.

CALAÇA, M.; DIAS, W. A. A modernização do campo no cerrado e as transformações socioespaciais em goiás. CAMPO-TERRITÓRIO: Revista de Geografia Agrária, v. 5, n. 10, p. 312-332, ago. 2010. Disponível em:< http://www.seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/12049/8254>. Acesso em: 20 set. 2020.

CALAÇA, M. A expansão do agronegócio em Goiás e a subordinação do campesinato. ...Anais... do VII Encontro Brasileiro de Geógrafos, Vitória-ES, 2014. Disponível em:< http://www.cbg2014.agb.org.br/resources/anais/1/1404606477_ARQUIVO_AEXPANSAODOAGRONEGOCIOEMGOIASEASUBORDINCAODOCAMPESINATO_CMB_2014.pdf>. Acesso em: 20 set. 2020.

CLEMENTE, E. C. Análise de organizações coletivas da agricultura familiar no Sudoeste de Goiás. CAMPO-TERRITÓRIO: Revista de Geografia Agrária, v. 13, n. 29, p. 58-88, abr. 2018. Disponível em:< http://www.seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/41275/25689>. Acesso em: 10 out. 2020. https://doi.org/10.14393/RCT132903

CLEMENTE, E. C.; CLEPS JÚNIOR, J. Considerações acerca da expansão geográfica do capital e a luta pela terra na Microrregião Geográfica do Sudoeste de Goiás. Rev. NERA Presidente Prudente v. 23, n. 53, pp. 288-314 mai./ago. 2020. Disponível em:< https://revista.fct.unesp.br/index.php/nera/article/view/6582/5557>. Acesso em: 20 set. 2020. https://doi.org/10.47946/rnera.v0i53.6582

COSTA, W. S. Mapeamento de formações campestres nativas e de pastagens cultivadas no Cerrado brasileiro utilizando mineração de dados. 2014, 107 f. Dissertação (Mestrado em Computação Aplicada) – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos, 2014. Disponível em: . Acesso em: 8 fev. 2020.

DIAS FILHO, M. B. Diagnóstico das pastagens no Brasil. Belém, PA: Embrapa Amazônia Oriental, 2014.

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Consórcio milho safrinha com braquiária. 2006. Disponível em: . Acesso em: 2 mar. 2020.

FALEIROS, F. G.; FARIAS NETO, A. L. Savanas: desafios e estratégias para o equilíbrio entre sociedade e agronegócio e recursos naturais. Planaltina, DF: Embrapa Cerrados, Brasília, DF: Embrapa Informações Tecnológicas, 2008.

HESPANHOL, A. N. A expansão da agricultura moderna e a integração do Centro Oeste brasileiro à economia nacional. Caderno Prudentino de Geografia, Presidente Prudente: AGB, v. 22, p. 7-26, 2000. Disponível em:. Acesso em: 14 ago. 2020.

INSTITUTO MAURO BORGES DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIEOCONÔMICOS. – IMB. Estatísticas Municipais - (Séries Históricas). Disponível em: . Acesso em: 01 fev. 2020.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE – Cidades. Disponível em: . Acessado em: 19 jan. 2020.

LABORATÓRIO DE ESTUDOS DO MONITORAMENTO AMBIENTAL – LEMA. Baixando Dados do MapBiomas pela Plataforma Google Earth Engine. 2018. Disponível em:< https://www.youtube.com/watch?v=yKK9blmzXyY>. Acesso em: 23 jan. 2020.
______. Trabalhando com dados do MapBiomas no QGIS. 2018. Disponível em:< https://www.youtube.com/watch?v=yKK9blmzXyY>. Acesso em: 23 jan. 2020.
MapBiomas. Disponível em: https://mapbiomas.org/>. Acesso em: 25 jan. 2020.
MATOS, P. F.; PESSÔA, V. L. S. A modernização da agricultura no brasil e os novos usos do território Geo UERJ, ano 13, n. 22, v. 2, p. 290-322, 2º semestre de 2011. Disponível em:< https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/geouerj/article/view/2456>. Acesso em: 19 jan. 2020.
https://doi.org/10.12957/geouerj.2011.2456.

OLIVEIRA, A. U. A longa marcha do campesinato brasileiro: movimentos sociais, conflitos e Reforma Agrária. Estudos Avançados. v.15 n.43. set./dez. 2001. Disponível em:< https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142001000300015>. Acesso em: 13 jan. 2020. https://doi.org/10.1590/S0103-40142001000300015

PEREIRA, L. I. MATOPIBA: dos ajustes espaciais do agronegócio ao território de esperança do campesinato. Rev. NERA. Presidente Prudente v. 22, n. 47, edição especial Dossiê MATOPIBA, p. 9-21, 2019. Disponível em:< https://revista.fct.unesp.br/index.php/nera/article/view/6284/0>. Acesso em: 14 mar. 2020. https://doi.org/10.47946/rnera.v0i47.6284

PESSÔA, V. L. S.; INOCÊNCIO, M. E.O PRODECER (RE)VISITADO: as engrenagens da territorialização do capital no Cerrado. CAMPO-TERRITÓRIO: Revista de Geografia Agrária. Edição especial do XXI ENGA-2012, p. 1-22, jun., 2014. Disponível em:< http://www.seer.ufu.br/index.php/campoterritorio/article/view/26927>. Acesso em: 01 mar. 2020.

SANTOS, P.; MARTINS, A. Classificação da cobertura vegetal e do uso da terra da bacia hidrográfica do rio claro, goiás, para os anos de 1985, 1995, 2005 e 2016. Geoambiente Online, v. 30, n. 9. maio 2018. Disponível em: . Acesso em: 1 fev. 2020. https://doi.org/10.5216/revgeoamb.v0i30.52837

SILVA, S. S. Assentamentos Rurais e seus efeitos socioespaciais no município de Caiapônia (GO). 2019. 215 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal de Goiás, Unidade Acadêmica Especial de Estudos Geográficos, Jataí, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Jataí, 2019.

SISTEMA ESTADUAL DE GEOINFORMAÇÃO – SIEG. Disponível em: . Acesso em: 25 jan. 2020.

SISTEMA IBGE DE RECUPERAÇÃO AUTOMÁTICA – SIDRA – IBGE. Censos Agropecuários – 1995/2006 e 2017.

______. Pesquisa Agrícola Municipal. 2020.

______. Pesquisa Pecuária Municipal. 2020.

______. Censo Agropecuário - Resultados Definitivos. Disponível em: . Acesso em: 30 jun. 2020.

TEIXEIRA NETO, A. A Estrutura Fundiária do Estado de Goiás – 2003. Boletim Goiano de Geografia, v. 31, n. 2, p. 129-160, 2012. Disponível em: . Acesso em: 5 dez. 2019.
Published
13/10/2023
How to Cite
SILVA, Santiago Soares da; CLEMENTE, Evandro César. GEOGRAPHIC EXPANSION OF BUSINESS-CAPITALIST AGRICULTURE AND TERRITORIAL CHANGES IN THE MUNICIPALITY OF CAIAPÔNIA, GOIÁS. Geosaberes, Fortaleza, v. 14, p. 21 - 40, oct. 2023. ISSN 2178-0463. Available at: <http://www.geosaberes.ufc.br/geosaberes/article/view/1168>. Date accessed: 24 july 2024. doi: https://doi.org/10.26895/geosaberes.v14i0.1168.
Section
ARTICLES